Acordo põe fim à greve dos servidores municipais

Em reunião neste sábado (2) no Paço Municipal, representantes da Prefeitura, comissão de negociação do Sindicato dos Servidores Municipais de Maringá (Sismmar), Associação dos Funcionários Municipais de Maringá (AFMM) e Câmara Municipal entraram em acordo celebrando o fim da greve municipal. 
Participaram do fim das negociações o chefe de Gabinete, Luiz Carlos Manzato; o coordenador do Programa Pró-Cidades, Leopoldo Fiewski, o procurador municipal, Daniel Romaniuk; o presidente da AFMM, Marcelo Mazarão; a presidente do Sismmar, Iraídes Baptistoni. Também acompanharam as negociações o presidente da Câmara, Chico Caiana, os vereadores tenente Edson Luiz, Jones Dark, Flávio Vicente, Belino Bravin, Humberto Henrique, Ulisses Maia, Luciano Brito, Mário Verri, Luiz Pereira, Carlos Eduardo Sabóia e Márcia Socreppa. 

O prefeito Roberto Pupin assinou a mensagem de lei com a proposta que será encaminhada para a Câmara Municipal. Pupin cumprimentou os servidores e a comissão de negociação. “Com muita responsabilidade chegamos a um consenso, colocando fim à greve dos servidores municipais”, afirmou, agradecendo a todos que participaram das negociações. A Prefeitura formalizou a proposta acertada na última reunião, concedendo o reajuste dividido em parcelas. A primeira, de 4%, será paga no próximo mês junto à folha de pagamento do mês de março. O restante será parcelado em 5 vezes de 1,32% em agosto e setembro e de 1,33% em outubro, novembro e dezembro. Para formalizar a decisão, os servidores ainda vão votar a proposta em assembleia, marcada para as 8h30 deste domingo (3) e a Câmara Municipal precisa aprová-la em duas sessões agendadas para as 9 horas deste domingo (3) e para as 9 horas de segunda-feira (4).

Nenhum comentário: