Tudo caminha para o impeachment de Dilma

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), avisou a interlocutores que não tem condições de barrar o impeachment da presidente Dilma Rousseff do cargo, caso a Câmara dos Deputados se ponha a favor do processo, de acordo com reportagem publicada na edição deste domingo do jornal O Estado de S.Paulo. Renan prevê que, caso o afastamento de Dilma ganhe o aval da Câmara, haverá uma "onda" que certamente resultará em sua cassação. Pelo rito estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o Senado pode vetar, por maioria simples, uma eventual decisão da Câmara favorável à abertura do processo de impeachment.

Nenhum comentário: