Justiça inocenta Silvio Barros

O juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, Marcel Ferreira dos Santos, afirmou, em decisão publicada nesta terça-feira (1), que não houve irregularidades na contratação e na execução das obras de recuperação do lixão de Maringá durante a administração do prefeito Silvio Barros. A ação foi proposta pelo Ministério Público do Paraná, em 2011, e depois de quatro anos de análise e investigação, julgada improcedente pela Justiça de Maringá. Segundo o magistrado, o processo de contratação da empresa respeitou o princípio da transparência e as obras não causaram prejuízos ao erário. “A empresa cumpriu fielmente o contrato e recebeu a quantia devida acordada”, afirma o juiz.

Nenhum comentário: