Dilma na frigideira

A orelha de Dilma deve ter ardido há alguns dias em um jantar na residência oficial do presidente do Senado, quando Renan Calheiros recebeu um time seleto. Entre uma taça e outra de vinho, José Sarney, Fernando Collor, Romero Jucá e Lindbergh Farias trocaram impressões sobre o cenário político. E bateram o martelo: do jeito que está, Dilma não passa de setembro no Palácio do Planalto.

Nenhum comentário: