Fachin é aprovado

O plenário do Senado aprovou por 52 votos a favor e 27 contra a indicação do jurista Luiz Edson Fachin para o Supremo Tribunal Federal (STF). O advogado foi indicado pela presidente Dilma Rousseff, do PT, para ficar com a vaga do ex-ministro Joaquim Barbosa, que se aposentou em julho de 2014. Para ser confirmado, Fachin precisava de, no mínimo, 41 votos. 
Na semana passada, ele foi sabatinado pelos senadores na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e teve o nome aprovado por 20 votos a sete. Houve um esforço de políticos paranaenses de todas as cataduras para aprovar o nome de Fachin, mas quem se apresentou como vitoriosa a agradecer apoios foi a senadora Gleisi Hoffmann, do PT, e que sempre teve apoio político e eleitoral de Fachin. Outro apoiador foi Roberto Requião, que não estava presente. Está na Letônia por conta do Senado.

Nenhum comentário: