Força-tarefa vai resultar em ações para regularizar cooperativas

Representantes da Prefeitura, Promotoria do Trabalho, Fórum Lixo e Cidadania, Cooperativa Cataparaná, Funverde, Sindibebidas, Corpo de Bombeiros, Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Serviço Social da Indústria (Sesi) e Instituto Lixo e Cidadania se reuniram durante esta semana com o objetivo de organizar uma força-tarefa para ajudar as cooperativas de materiais recicláveis da cidade a regularizar as atividades, com licenciamento e registro ambiental. 
O segundo encontro do grupo, nesta quinta-feira (26), reuniu o secretário de Saneamento Básico, Miguel Grillo, o procurador do município, Daniel Romaniuk, o secretário de Serviços Públicos, Dorvalino Lopes de Macedo, o coordenador do Programa Pró-cidades, Leopoldo Fiewski, o chefe do escritório Regional do IAP, José Roberto Behrend, além do procurador do trabalho e integrante do Fórum Lixo e Cidadania, Fábio Alcure. 

Segundo o secretário de Saneamento, a administração municipal vem buscando uma solução para toda a questão do lixo na cidade, incluindo a preocupação em ampliar a reciclagem. “Estamos avançando com conversas e reuniões junto a outros organismos ligados ao meio ambiente”, afirmou Grillo. A proposta consiste em solicitar apoio dos órgãos de fiscalização para que auxiliem a Cataparaná e as outras cooperativas de reciclagem da cidade a providenciar a documentação necessária, propiciando melhores condições de trabalho, possibilitando a contratação com a Prefeitura e viabilizando recursos junto a programas oficiais. Para o procurador do Trabalho, a abertura da Prefeitura contribui na evolução do processo de regularização das cooperativas. “Estamos trabalhando já há algum tempo nesse sentido e agora vamos evoluir ainda mais montando um plano de ação conjunto, chave para o fortalecimento das cooperativas e da reciclagem”, disse Alcure. A próxima reunião de trabalho para checar o andamento das atividades distribuídas entre o grupo está marcada para o dia 7 de abril.

Nenhum comentário: