Esperando a Gleisi cair

Enrolada no Petrolão, a investigação sobre a senadora Gleisi Hoffmann (PT) no STF faz bem ao PMDB do Paraná. A petista pode renunciar ou, na pior das hipóteses, ter seu mandato cassado. O processo deve se arrastar por meses, mas os suplentes da senadora também aguardam apreensivos. Na ordem, são o deputado federal Sérgio Souza (PMDB) e o diretor de Pesca da Itaipu Binacional, Pedro Tonelli. Em caso de renúncia ou cassação, resta a Sérgio Souza renunciar o mandato na Câmara e assumir a vaga de Gleisi no Senado. Nesse caso, o suplente Rodrigo Rocha Loures, assessor direto do vice-presidente reeleito, Michel Temer, assume o mandato na Câmara dos Deputados.

Nenhum comentário: