Criança afirma ser de outro planeta e faz revelações incríveis

Um garoto russo de apenas 13 anos de idade que afirma ter vivido no planeta Marte em uma de suas vidas passadas. A mídia mundial voltou-se para conhecer o caso do garoto que tem desafiado parapsicólogos e cientistas do mundo inteiro. Segundo a mãe do pequeno russo, ao nascer, 
Boris Kipriyanovich chamou a atenção por não ter chorado, como convencionalmente acontece e por fixar o olhar nela, como se soubesse o que estava acontecendo naquele dia. Tal comportamento de Boris também foi motivo de conversas entre os médicos que estavam na sala de parto. 
Diferente de algumas personalidades que aparecem de forma invasiva e apelativa, Boris Kipriyanovich não queria outra coisa além de passar uma mensagem sobre amor e regeneração da alma. 
Em todas as entrevistas dadas, desde quando ele tinha apenas 3 anos de idade, o garoto afirmava que as pessoas neste planeta precisavam de mais amor e perdão. Destacava a necessidade de transformação para que houvesse uma regeneração de toda uma geração.
O que mais impressionava não era Boris Kipriyanovich saber isso com apenas 3 anos de idade, mas a forma como ele contava. O garoto usava sempre termos técnicos e comprobatórios apenas para quem trabalhava com o assunto. Foi justamente isso que fez com que o garoto não passasse de uma criança superdotada e que tinha adquirido tais informações em livros e internet. 
Ao ser questionado sobre a sua inteligência, Boris Kipriyanovich afirma que no período de 2009 a 2013, o planeta iria passar por uma transição onde as crianças nascidas antes desse período que ajudariam e orientariam a população do mundo. Completou dizendo que o mesmo aconteceu em Marte e que o planeta não foi destruído por completo justamente por esse motivo. 
De uma forma geral, Boris Kipriyanovich afirmava que a maior necessidade do ser humano era o amor e o perdão. Disse que o povo de Lemúria desapareceu justamente por esse motivo e que o mesmo poderia acontecer com a Terra. “Se alguém lhe bater, abrace quem o feriu. Se fazem você sentir-se envergonhado, não espere por desculpas, peça-as você. Se o insultam e humilham, ame-os do jeito que são. Essa é a relação do amor, da humildade e do perdão, que deve ser observada por todos. Amar uns aos outros, essa é a Lei”, complementa o garoto. " LEIA MAIS "

Nenhum comentário: