Richa coagiu a testemunha

Ao pedir o restabelecimendo da prisão de Beto Richa, o sub-procurador-geral da República, Hindenburgo Cheteaubriand Filho, relatou uma suposta tentativa de coação de testemunha pelo empresário Dirceu Pupo Ferreira. “Há, sim, evidências de que o responsável direto pela abordagem das testemunhas agiu a mando do agravado, com quem possuía evidente liame”, afirmou o sub-procurador.

Paranaenses endividados

Os consumidores das classes A e B são os mais endividados no Paraná. Segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, divulgada pela Fecomércio, 96,5% das famílias com renda superior a dez salários mínimos possuem algum tipo de dívida.

A choradeira Petista

“Junto com Lula, condenado mais uma vez pela Justiça Federal por corrupção, muitos outros réus foram condenados. Mas fanáticos lulopetistas continuam falando em perseguição à Lula…”

O pacote de Moro na Justiça

A politicalha brasileira não gostou. Pior, passou a tremer diante das novas providências do ministro da Justiça, Sergio Moro, que incluiu a prisão após a segunda instância e a criminalização do caixa dois no pacote de medidas que apresentou aos governadores, em Brasília.

Inflação abaixo de 4% em 2019

Os economistas do mercado financeiro passaram a prever inflação abaixo de 4% em 2019, ao mesmo tempo em que estimam que não haverá aumento dos juros básicos da economia no decorrer deste ano. Os juros básicos da economia são fixados pelo Banco Central (BC).

Bolsonaro na Câmara e no Senado

O grupo que comandou o Senado desde a ascensão de Lula finalmente deixou o poder. Sob Jair Bolsonaro, o comando passa às mãos de um grupo que tem Davi Alcolumbre sua figura mais relevante. Simone Tebet, Tasso Jereissati e outros senadores que articularam a candidatura de Alcolumbre terão papel central na Casa.

Enquanto isso no velório do Vavá

É tão avassaladora a paixão de Lula por Lula, é tão gigantesco o seu ego, que não sobra espaço para outros afetos reais. Lula só ama Lula. E faz apenas o que acha que o deixa melhor no retrato. O presidiário mais conhecido do Brasil não estava interessado em despedir-se do irmão Vavá, nem em rever parentes que nunca visitou quando estava em liberdade. O que o explorador de cadáveres queria era fazer outro comício à beira do caixão. Como faltou palanque, preferiu faltar ao encontro com a família em São Bernardo. No cemitério, falaram por ele Gleisi Hoffmann e Fernando Haddad. Ambos atacaram o ministro Sergio Moro e a crueldade dos juízes que, na versão da dupla, perseguem o chefe. Nenhum deles mencionou uma única vez o nome de Vavá. No lugar do toque de silêncio, dois corneteiros sopraram a musiquinha “Lula, lá”. Pela primeira vez, o morto fez o papel de figurante no próprio velório.

Desemprego em 11,6%

A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,6% no trimestre encerrado em dezembro do ano passado, atingindo 12,2 milhões de brasileiros, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mais denúncias contra Richa

O empresário Tony Garcia, colaborador da Justiça na Operação Rádio Patrulha, entregou uma nova leva de gravações ao Ministério Público Estadual. São áudios de conversas de Garcia com o ex-governador Beto Richa(PSDB); com o irmão dele, José Richa Filho, ex-secretário de Infraestrutura e Logística; com o primo Luiz Abi Antoun, apontado como operador financeiro da família Richa; e com os empresários Celso Frare, Osni Pacheco e Joel Malucelli. Os áudios se referem a acertos em licitações de manutenção de estradas rurais, objeto de investigação da Rádio Patrulha.

Araruna sem carnaval

Araruna também sem carnaval Popular, porém o prefeito Leandro vai investir os recursos na construção de salas de aulas nos Centros de Educação Infantil (CMEI’s) para atender crianças que estão na fila de espera. "Veja mais "

Beto Richa e mais 32 são denunciados pela Lava Jato

O tucano Beto Richa e mais 32 pessoas foram denunciados pelo Ministério Público Federal nesta segunda-feira. Os procuradores acusam o ex-governador do Paraná de corrupção passiva e pertencimento a organização criminosa, num esquema de propina em contratos de concessão de pedágio. Segundo o MPF, o esquema desviou R$ 8,4 bilhões por meio do aumento de tarifas de pedágio do anel de integração e da não execução de obras rodoviárias. A propina paga em troca dos benefícios, conforme os procuradores, foi estimada em pelo menos R$ 35 milhões. O MPF dividiu as acusações em duas denúncias, uma envolvendo agentes públicos como Richa e a outra relativa aos empresários acusados de participar do esquema. O ex-governador nega as acusações.

O corte no Bolsa Família

No mês de janeiro, o número de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família foi reduzido em 381 mil em relação a dezembro do ano passado. Segundo o Ministério da Cidadania, os cancelamentos foram feitos por “inadequações” e desligamentos voluntários.

Facebook anunciou mudanças nas regras

A principal delas é a identificação de publicações consideradas “notícias falsas” e que, em razão disso, têm a distribuição reduzida. Os administradores das páginas poderão ver quais mensagens foram enquadradas nesta categoria. Também terão acesso a outros conteúdos retirados por violarem as normas internas da companhia

OAB defende advogados de Adélio

A OAB de Minas Gerais entrou com um mandato de segurança para que o advogado criminalista Zanone Manuel de Oliveira não precise informar quem pagou seus honorários em sua defesa de Adélio Bispo. O pedido cita que a medida só é possível quando “há indícios de autoria e materialidade da prática de crime pelo advogado” e diz que este não é o caso.

O jogo eleitoral para 2020 em Araruna

Terminado a disputa para presidente, já começam as especulações para os possíveis nomes nas disputas eleitorais para os Municípios em 2020.
Em Araruna onde na eleição passada houve candidato único para prefeito, tudo pode acontecer a partir do nome do atual prefeito Leandro que poderá ir a reeleição em acordo e com o apoio dos demais partidos, ou ainda tudo poderá mudar até lá. 
Fala-se hoje dos possíveis nomes para 2020 na disputa eleitoral: Leandro, Maxuel do mercado, Malaco, Renê e Olimpinho.
1-Um acordo poderia levar Leandro a reeleição como candidato único tendo Malaco de vice.
2-Um acordo poderia levar Malaco com Renê de vice.
3-Sem acordo Araruna poderá ter até 4 candidatos com cabeça de chapa: Leandro, Malaco, Maxuel e Olimpinho.
Pode isso Arnaldo ? A regra é clara ! Basta ter partido e vontade política.

Lava jato agora é com Bonat

O juiz Luiz Antônio Bonat, da 21ª Vara da Justiça Federal do Paraná, será o convocado para assumir os processos da Operação Lava Jato, em substituição ao ministro da Justiça Sergio Moro, e assumirá o cargo, se assim desejar.

A anistia de Temer

Michel Temer concedeu a segunda maior anistia tributária da história a empresas, perdendo apenas para Lula. O último Refis, aprovado em seu governo, perdoou débitos tributários de R$ 47,4 bilhões e parcelou outros R$ 59 bilhões em até 175 vezes, beneficiando 131 mil contribuintes. Os dados foram divulgados pelo Estadão. Esse Refis generoso foi aprovado em outubro de 2017. Os dados já estão com a equipe de Paulo Guedes, que tem dito que o aumento de arrecadação tributária será uma das receitas do ajuste fiscal. Jair Bolsonaro disse que não fará mais Refis.

O WhatsApp colocando limites

O WhatsApp anunciou que, a partir de agora, as mensagens só poderão ser encaminhadas para cinco contatos, de indivíduos ou de grupos. “O limite a cinco contatos já havia sido imposto a usuários na Índia em julho do ano passado, após uma série de linchamentos e homicídios provocados pela difusão de boatos pelo aplicativo”, diz O Globo. “O anúncio foi feito na capital da Indonésia, que terá eleições gerais em abril”.

Delação premiada de Antonio Palocci

Ele confirma que a doação de R$ 4 milhões da Odebrecht para o Instituto Lula saiu da propina acertada na obra de Belo Monte. Palocci diz ainda que, além de Bumlai, Paulo Okamoto também solicitava constantemente recursos – entre R$ 100 mil a R$ 200 mil – para quitar despesas pessoais de Lula e sua família. E fazia questão de não formalizar esses gastos.

O Caixa Preta do BNDES

" Veja aqui " BNDES acaba de expor em seu site a lista dos maiores tomadores de recursos do banco.

Promessa de campanha

Bolsonaro assina decreto que facilita posse de armas. Decreto foi assinado durante solenidade no Palácio do Planalto. Posse é a autorização para que a pessoa mantenha uma arma de fogo em casa.

Inflação em 2019

A inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano deve ficar em 4,02%. Essa é a previsão de instituições financeiras consultadas pelo Banco Central todas as semanas sobre os principais indicadores econômicos.

Morre Caíto Quintana

Faleceu na noite deste dia 13 de Janeiro, em Balneário Camboriú (SC), o ex-deputado estadual Luiz Carlos Caíto Quintana (MDB), 72. Ele sofreu um infarto fulminante. Quintana, natural de Santo Augusto (RS), foi tabelião em Planalto, onde foi vereador e em 1982 foi eleito deputado estadual pela primeira vez, sendo o relator da Constituinte Estadual, em 1989. De 1991 a 1994, no governo Requião, foi chefe da Casa Civil. De 2000 a 2014 exerceu seu último mandato. Em 2018 foi candidato a deputado federal e fez 8.299 votos. Nas redes sociais, amigos lamentaram o ocorrido. O corpo está sendo trasladado para Curitiba, onde será velado e sepultado no Cemitério Parque Iguaçu.

Ricardo Barros candidato a Presidência da Câmara

O ex-ministro Ricardo Barros (PP) entrou na disputa pela presidência da Câmara, relata o Estadão. Ele mandou uma mensagem a colegas pedindo voto. “Bom dia a todos os progressistas. Quero pedir seu voto para presidente da Câmara dos deputados. Meus 30 anos de vida pública e a passagem austera e realizadora pelo ministério da saúde me animam a esta jornada. Farei minha inscrição como candidato avulso. Deus ilumine esta jornada. Ricardo Barros”, diz a mensagem.

Serra, Odebrecht e a Suiça

A Justiça suíça autorizou o envio de informações bancárias ao Brasil para compor investigação que apura supostos repasses para campanhas do PSDB e José Serra por meio de instituições financeiras locais. A movimentação financeira envolvendo o PSDB e Serra foi detectada a partir dos servidores de internet usados pela Odebrecht. Os créditos em questão teriam sido depositados nos anos 2006, 2007 e 2009, totalizando R$ 10,8 milhões.