Pesquisa pra Presidente mostra Lula com a maior rejeição

Se as eleições fossem realizadas hoje, Aécio teria 26% dos votos. Já Marina Silva e o ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva disputariam a segunda posição, com 19% e 20%, respectivamente. As informações são de reportagem deste domingo (20/12) do jornal Folha de S. Paulo. A pesquisa Datafolha, que entrevistou 2.810 pessoas em 172 municípios de todo o país, entre os dias 16 e 17 de dezembro, também mediu os índices de rejeição aos potenciais candidatos. Como tem acontecido em outros levantamentos, o ex-presidente Lula consagrou-se como o campeão disparado. Quase metade dos brasileiros, 48%, afirmaram que não votariam no petista de jeito nenhum.

Ricardo Barros lamenta a rejeição pelo corte no Bolsa Família

O deputado federal e relator-geral do Orçamento Ricardo Barros (PR-PR), lamentou a rejeição do plenário da Comissão Mista do Orçamento (CMO) do corte proposto de R$ 10 bilhões no Programa Bolsa Família. Barros vinha defendendo a redução do Bolsa Família depois de diversos estudos e análises sobre o assunto e de ter recebido números da Controladoria Geral da União (CGU) que ratificavam fraudes no programa. “O debate sobre o Programa Bolsa Família foi intenso aqui na Comissão. Durante meses provei aos demais deputados das irregularidades nesse programa. O meu objetivo não era desamparar as famílias, e sim corrigir as deficiências apresentadas na execução do programa”, avaliou.

Até o Levy é contra Ricardo Barros

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, voltou a defender nesta terça-feira a meta de superávit primário do setor público consolidado equivalente a 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) para o próximo ano, afirmando que o Bolsa Família não deve interferir nas discussões. "Acho ela (a redução da meta) um inconveniente e um equívoco essa mistura da meta por causa do Bolsa Família. A meta é a meta, Bolsa Família é Bolsa Família", disse Levy a jornalistas ao chegar a um evento, em Brasília. "Obviamente ninguém vai querer se esconder atrás do Bolsa Família para não tomar as medidas necessárias para o Brasil ir no rumo correto, no rumo da preservação dos empregos", completou.

Segundo Datafolha 72% acham Temer melhor que Dilma

O Datafolha fez uma pesquisa de opinião com os manifestantes que foram à Avenida Paulista no domingo (13 ) para pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Para 28% dos entrevistados, o hoje vice-presidente Michel Temer (PMDB) faria um governo ruim ou péssimo se assumisse a Presidência. O governo Temer seria bom ou ótimo para 19% e regular para 47%. As informações são do Estadão. Mesmo com uma expectativa baixa, 72% dos manifestantes acham que Temer seria melhor do que Dilma na Presidência. Segundo o instituto, nesse universo, a taxa de reprovação de Dilma Rousseff chega a 98% – na população geral o índice é de 67%.

Economia em queda livre

Os economistas do mercado financeiro acreditam que o PIB do Brasil vai fechar 2015 em queda de 3,62%, segundo o boletim Focus divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira (14). Se confirmado, será o pior resultado em 25 anos, ou seja, desde 1990 – quando houve retração de 4,35%. A previsão é ainda mais pessimista que a divulgada na semana anterior, quando a estimativa era de um recuo de 3,5%. As informações são do G1-SP. O mercado também aumentou a estimativa de avanço da inflação e já preveem que o IPCA chegue ao final de 2015 em alta de 10,61%. No boletim anterior, era prevista uma taxa de 10,44%. Para 2016, a expectativa subiu para a inflação oficial, para 6,8%, e para a queda do PIB, 2,67%.

Requião e Gleisi com processos

A prisão do primeiro senador no exercício do mandato desde a redemocratização ainda constrange o Senado. Mas Delcídio do Amaral (PT-MS) está longe de ser o único com problemas na Justiça. De cada dez senadores, quatro estão sob investigação no Supremo Tribunal Federal (STF). Dos 81 integrantes da Casa, pelo menos 31 respondem a inquérito ou ação penal na mais alta corte do país. PARTIDOS Quase metade dos investigados representa o PMDB e o PT. Juntos, esses dois partidos têm 14 nomes na lista dos senadores sob algum tipo de acusação criminal. FOCO Os dados são de levantamento feito com exclusividade pelo Congresso em Foco. Dois dos três senadores do Paraná tem processo: Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB).

Maracutaia na madrugada do ministro da justiça

Alexandre Baldy, deputado pelo PSDB, apresentará requerimento na próxima segunda para que José Eduardo Cardozo explique-se sobre a visita secreta que fez à Lava Jato no meio da semana. Segundo a Época, o convite será estendido a Leandro Daiello (diretor-geral da PF), Maurício Valeixo (diretor de Combate ao Crime Organizado) e Rosalvo Branco (chefe dos delegados da Lava Jato). Para Baldy, no tocante à Lava Jato, “qualquer tentativa de aproximação e pressão por parte do governo deve ser explicada e até mesmo investigada”.

A dengue em Maringá com 4.486

Casos de dengue registrados pela Secretaria de Saúde até esta sexta-feira, 11 de dezembro. Notificados – 4.486 Confirmados – 1.267 Óbitos – 2

Ulisses Maia (PDT) e Humberto Henrique (PT) dois pré-candidatos contra o impeachment

Dia 10-12-15, no plenarinho da Câmara de Maringá, discutiu-se a constituição de um comitê local contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Além de militantes petistas e representantes de movimentos sociais, participaram os vereadores Mário Verri, presidente municipal do Partido dos Trabalhadores, Humberto Henrique (PT) e Ulisses Maia (PDT). Material distribuído no local é da campanha “nãoaogolpe#”. " LEIA AQUI "

Portal do parque do ingá, enfim inaugurado

A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) inaugura nesta sexta-feira (11), às 9 horas, o novo portal do Parque do Ingá que é mais uma etapa das ações planejadas pela Sema, que entre outras realizações está melhorando a sinalização interna da reserva, limpou e protegeu as minas, reativou a lanchonete, implantou parque infantil, trazendo o trem náutico e pedalinhos para o lago, e está com a construção de um centro de atendimento ao turista. 

Brasil no bico do corvo

Na esteira da pressão sobre a nota de crédito soberano, a avaliação das agências de risco das empresas nacionais dá a medida da rápida deterioração da economia brasileira. Um recorte apenas da S&P, a primeira a tirar o selo de bom pagador do Brasil, deixa clara a situação. Das 173 empresas avaliadas, mais de 50% já foram rebaixadas em 2015, algumas mais de uma vez.

Brambilla com Beto Richa

85,1% desaprovam Dilma

O Instituto Paraná Pesquisas avaliou para o Correio do Povo a opinião dos gaúchos sobre governo da presidente Dilma Rousseff (PT). A desaprovação chega a 85,1%, contra 78,4% registrado em abril deste ano. A aprovação é de 12,2%, aquém dos 17,2% de abril. A avaliação negativa é muito ruim para Dilma que fez maior parte da sua vida pública no Rio Grande do Sul. A pesquisa entrevistou 1.506 eleitores em 78 cidades gaúchas entre os dias 4 e 7 de dezembro. A mostra tem grau de confiança de 95,0% para margem estimada de erro de aproximadamente 2,5 para os resultados gerais.

Ricardo Barros o mão de tesoura

Depois de propor o corte do bosa família em 10 bilhões, e em ter dificuldades em aumentar as receitas e do fato de que cerca de 90% dos gastos públicos serem obrigatórios, o relator do Projeto de Lei Orçamentária 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR) tem redobrado esforço para encontrar medidas alternativas que podem gerar uma economia de quase R$ 83 bilhões em um ano. 
Para efeito apenas de construir cenários, já analisou algumas propostas, entre elas: o combate à fraude na aposentadoria rural, a organização da previdência dos militares, a cobrança administrativa da dívida, a estruturação do regime próprio dos servidores da União e a contribuição previdenciária de servidores da Polícia Civil, Militar e Corpo de Bombeiros do Distrito Federal(DF).

Prefeitura abre concursos para 127 vagas em 51 cargos

A Prefeitura de Maringá publicou nesta semana os editais de dois concursos públicos para preencher 127 vagas em 51 diferentes cargos. Os editais 052/2015 (Efetivo Estatutário) e 053/2015 (Emprego Público) estão disponíveis para consulta no site da Prefeitura www.maringa.pr.gov.br – Concurso. O salário varia de R$ 1.079,58 a R$ 4.294,48. 
 Aos candidatos que atenderem a legislação municipal poderão solicitar isenção da taxa de inscrição nos dias 14 e 15 de dezembro. As inscrições ficarão abertas do dia 21 de dezembro até o dia 18 de janeiro pelo site da Prefeitura ou da Fauel, www.fauel.org.br. As provas serão realizadas no dia 14 de fevereiro. 

Operação para retirada de entulho e eliminação de focos do mosquito

A Secretaria de Saúde, Diretoria de Fiscalização e Secretaria de Serviços Públicos (Semusp) farão nesta quinta-feira (10) mais uma operação Vida sem Dengue, fiscalização integrada com o objetivo de eliminar focos do mosquito da dengue. A ação será em uma construção paralisada na rua Bragança, esquina com a rua Mandaguari, a partir das 9 horas. Após a divulgação do 4º Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (Lira), em que Maringá ficou com o Índice Geral de Infestação Predial do Município (IIP) em 3,2%, as vistorias estão sendo intensificadas em imóveis com mato alto, descarte irregular de lixo, entulho e obstrução de passeio público, entre outras irregularidades.

Onde a Lava-Jato vai parar?

Eu diria que, hoje, temos aproximadamente 30% do caso revelado. É a ponta do iceberg ainda. A título de exemplo tivemos acesso a só 10% das informações sobre as cerca de 300 contas na Suíça suspeitas de terem sido usadas no esquema. É muito pouco. É uma investigação em andamento. Temos um longo caminho pela frente.

Cristina Kirchner não vai entregar a faixa a Macri

Chegou ao fim a briga entre a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, e seu sucessor, Mauricio Macri, sobre o local da cerimônia de posse, que será realizada na próxima quinta-feira, dia 10. A mandatária anunciou nesta terça-feira, por meio do porta-voz oficial Oscar Parrilli, que não participará da cerimônia porque uma ordem judicial determina que seu mandato termina à meia-noite de quarta-feira.

Dengue um alerta nas Praias

Faltando poucas semanas para a intensificação do movimento de fim de ano e férias no litoral do Paraná, a Secretaria da Saúde (Sesa) está em estado de alerta. O último boletim da dengue, divulgado ontem, aponta um agravo no risco climático da doença, que passou de baixo para médio na regional de Paranaguá, que abrange os municípios litorâneos. Além disso, houve um aumento de 213,82% na incidência da dengue. com o índice por 100 mil habitantes passando de 12,8 no período entre julho de 2014 e agosto de 2015 para 40,17 entre agosto e esta terça-feira (8).

Oposição vence e comissão analisará o impeachment de Dilma

A eleição da comissão que analisará o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff representou nesta terça-feira mais uma dura derrota da petista no Congresso - e deu mais uma inequívoca mostra da fraqueza da base governista: por 272 votos a 199, a chapa protocolada pela oposição foi eleita para analisar o documento acolhido na semana passada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Caberá à comissão dar o parecer prévio sobre o pedido de impeachment. A questão será, então, levada a plenário - se a Casa optar por instaurar o processo, Dilma será julgada pelo Senado.

A dengue em Maringá

Índice de infestação sobe para 3,2% e zika vírus preocupa.
Secretaria de Saúde No 4º Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (Lira), o Índice Geral de Infestação Predial do Município (IIP) ficou em 3,2%, acima do 1% recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e configura Maringá como médio risco. O estado de alerta do município envolve agora, além da dengue, o risco da febre chikungunya e o zika vírus, doenças transmitidas pelo mesmo mosquito. O Lira foi divulgado nesta segunda-feira (7) pela Secretaria de Saúde.

Francischini na comissão de impeachment

O deputado Fernando Francischini (SD-PR) publicou no Facebook que seu partido o escolheu como membro titular, junto com o deputado Paulinho da Força, da comissão especial que vai analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados. A comissão terá 60 integrantes indicados proporcionalmente ao tamanho de cada bancada partidária no legislativo.

Temer (PMDB) rompe com Dilma (veja a carta)

São Paulo, 07 de Dezembro de 2.015. Senhora Presidente, 
Muito a propósito do intenso noticiário destes últimos dias e de tudo que me chega aos ouvidos das conversas no Palácio.
Esta é uma carta pessoal. É um desabafo que já deveria ter feito há muito tempo. Desde logo lhe digo que não é preciso alardear publicamente a necessidade da minha lealdade. Tenho-a revelado ao longo destes cinco anos. Lealdade institucional pautada pelo art. 79 da Constituição Federal. Sei quais são as funções do Vice. 
À minha natural discrição conectei aquela derivada daquele dispositivo constitucional. Entretanto, sempre tive ciência da absoluta desconfiança da senhora e do seu entorno em relação a mim e ao PMDB. 
Desconfiança incompatível com o que fizemos para manter o apoio pessoal e partidário ao seu governo. Basta ressaltar que na última convenção apenas 59,9% votaram pela aliança. E só o fizeram, ouso registrar, por que era eu o candidato à reeleição à Vice. 
Tenho mantido a unidade do PMDB apoiando seu governo usando o prestígio político que tenho advindo da credibilidade e do respeito que granjeei no partido. Isso tudo não gerou confiança em mim, Gera desconfiança e menosprezo do governo. 
Vamos aos fatos. Exemplifico alguns deles:

A dengue em Maringá

O Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) em Maringá, apontou 3,2% de infestação do mosquito da dengue na cidade. O resultado demonstra que a cada 100 casas visitadas, três tinham focos da Dengue. O número, divulgado nesta segunda-feira (7), deixou as autoridades de saúde em alerta, pois em agosto deste ano, o índice foi de 0,2%. Esse foi o quarto levantamento realizado no município em 2015. Desta vez, a pesquisa foi feita pela Secretaria Municipal de Saúde entre os dias 23 e 27 de novembro.

O Brasil não aguenta mais o PT

O deputado Marcel Van Hattem (PP/RS) rebateu petistas que dizem que o processo de impeachment é um golpe contra a democracia. Van Hattem lembrou que o verdadeiro golpe são as atitudes que o PT tomou durante os 13 anos de governo. “O Brasil não aguenta mais o PT. O Brasil não aguenta mais esta mentalidade ditatorial contra a liberdade. Impeachment não é golpe. O povo brasileiro quer democracia, quer liberdade, quer o impeachment”.